FIM DO LULA LIVRE: Lula dorme fora na noite anterior ao casamento com Janja, que acontece nesta quarta-feira

Por conta do casamento que acontece nesta quarta-feira (18.05.22) com a socióloga Rosângela Silva, a Janja, o ex-presidente Lula (PT) dormiu a noite entre terça-feira (17.05.22) e está quarta-feira em um hotel na zona Sul de São Paulo e não no aconchego da “janjinha”.

O casal mora junto desde o dia 8 de novembro de 2019, quando Lula deixou a prisão em Curitiba. No entanto, o casal decidiu que Lula não verá a futura esposa antes da cerimônia e, por isso, ele dormiu ontem num hotel.

Porém, bocas pequenas e maldosas, aqui no lago do Sapucuá, afirmam que foi a despedida de solteiro e para encerrar o movimento “Lula Livre”. Haja vista que Janja conseguiu com jeitinho e muito charme, o que precisou de muita maracutaia de Sergio Moro, Dallagnol, PF, MPF, RFB e FBI que foi prender o petista.  

Benção de Lula e Janja será de bispo amigo de Lula há 47 anos

O ex-presidente Lula (PT) e a socióloga Rosângela Silva casam nesta quarta-feira (18.05.22) em cerimônia marcada para iniciar às 19 horas, em São Paulo. O evento deverá ser um dos principais acontecimentos da semana e um dos casamentos mais badalados do ano e com vários detalhes ainda em segredo, mas alguns já desvendados pela mídia como do padre que celebrará o matrimônio que deverá ser dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo-emérito de Blumenau, amigo de Lula desde 1975 e que esteve ao lado do petista nos principais momentos de sua vida. Nas greves do ABC, nas posses como presidente da República, em dias dramáticos na prisão de Curitiba e

“Eu sou amigo do Lula. Nos conhecemos no tempo em que ele era metalúrgico, em São Bernardo, e eu era o bispo da pastoral do mundo do trabalho, aqui em São Paulo. Durante muitos anos nós cultivamos essa amizade”, afirmou ao jornalista do UOL.

Além da proximidade na vida pública, conquistou a confiança da família. “Eu fui o padre do batismo dos netos, do casamento dos filhos. Quando a Marisa (a segunda mulher de Lula, que morreu em 2017) estava no hospital, ele me pediu: ‘será que não daria para você fazer uma oração por ela?’. Eu estive lá, fiz a unção dos enfermos”. Foi também dom Angélico que oficiou o ato religioso no velório de Marisa, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos.

Depois de tantos dissabores experimentados pelo ex-presidente nos últimos anos, o religioso está feliz por presenciar o atual momento de alegria. “Esse pernambucano sempre foi de muita luta”, elogia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s